Comunicado CN 2022

Reunidos em Conselho Nacional, os representantes das 10 Dioceses em que a ACR está implantada (Aveiro, Braga, Coimbra, Funchal, Guarda, Leiria-Fátima, Porto, Santarém, Viana do Castelo e Viseu), bem como a Equipa Nacional, projetaram e definiram o plano de ação para 2022/2023, com base nas Linhas de Força da X Assembleia Nacional de Delegados.
A celebração da Eucaristia, presidida por D. Nuno Almeida, Bispo Auxiliar de Braga, deu início ao Conselho Nacional, interpelando-nos, a partir das palavras de Santa Teresa de Jesus, e do caminho de sinodalidade proposto pelo Papa Francisco, a perceber como devemos conduzir a nossa vida e a ação do Movimento. Tomou posse nesta Eucaristia a equipa eleita.
Em resposta às questões de reflexão “Onde estamos e para onde queremos ir?”, e feita uma leitura dos sinais dos tempos, percebemos que se estamos aqui, neste contexto do mundo, é só porque Deus quer! Que caminho cristão não é difícil? Sabemos que não estamos só num tempo de crise, mas num tempo de indiferença, num tempo de “já” e, por oposição, “ainda não”… É por tudo isto que devemos trabalhar-nos com os outros, pois a revelação de Deus aos outros só pode ser feita por nós!

Assim, na reafirmação da ACR em dar continuidade ao trabalho do Movimento, na renovação e valorização dos grupos e equipas, bem como pelo incentivo à ação no meio, propõe-se, para 2022/2023:
– prolongar a Campanha «Cinco Pães e Dois Peixes», apoiada pelo caderno de projeto apresentado neste Conselho;
– aprofundar o caminho de preparação para as Jornadas, com base nas catequeses «Rise Up»;
– colaboração e participação efetiva nas Jornadas Mundiais da Juventude, a realizar em Lisboa, em 2023;
– comemoração dos 60 anos da Revista Mundo Rural;
– celebração dos 90 anos da Acção Católica em Portugal.

Perante os desafios da digitalização, e do fim de múltiplas publicações em suporte papel, a ACR reassumiu a Revista Mundo Rural como órgão de comunicação, informação e formação integral para os militantes e simpatizantes do Movimento. Para muitos, a revista ainda é visita e companhia, gente que não recebe notícias de outra maneira ou que precisa de continuar a receber comunicação desta forma, por oposição ao superficial rolar do dedo no telemóvel. Propõe-se uma reflexão profunda sobre esta matéria.
Certos da nossa missão, assumimos o lema “Recriar Caminhos: Aproximar Pessoas”.

Braga, 15 de outubro de 2022
A Direção Nacional

Scroll to top